» Música

 

Últimas notícias

  • Seu Jorge vai além do samba em novo disco

    Seu Jorge é um tipo raro de artista que transita com a mesma mobilidade entre o sofisticado e o

    Continuar Lendo

  • Maria Cecília & Rodolfo lançam “Espalhe Amor”

    Nessa segunda-feira (8), chegou ao mercado “Espalhe Amor”, novo disco da dupla Maria Cecília & Rodolfo. Apesar de ser o

    Continuar Lendo

  • Capital Inicial grava DVD acústico em Nova York

    No último sábado (06), o Capital Inicial gravou o segundo DVD acústico de sua carreira, em Nova Iorque. As filmagens

    Continuar Lendo

  • Roupa Nova comemora 35 anos com projeto especial

    Quantas histórias – reais ou fictícias – foram embaladas pelas músicas do Roupa Nova? Difícil imaginar, afinal são mais de

    Continuar Lendo

  • MC Guimê prepara primeiro álbum de estúdio

    Em cinco anos de carreira, MC Guimê se consolidou como o nome mais conhecido do funk ostentação. Foi justamente nesse

    Continuar Lendo

Roupa Nova comemora 35 anos com projeto especial

Roupa Nova comemora 35 anos com projeto especial Quantas histórias – reais ou fictícias – foram embaladas pelas músicas do Roupa Nova? Difícil imaginar, afinal são mais de 30 músicas incluídas em trilhas de novelas e tantas outras que serviram de inspiração para unir casais por aí. Em 2015, a banda celebra 35 anos de sucesso. Mais do que se manter na ativa por tanto tempo, o Roupa Nova conseguiu a façanha de permanecer com a mesma formação desde o início: Cleberson Horsth, Paulinho, Serginho Herval, Nando, Kiko e Ricardo Feghali, que falou conosco. Para comemorar a marca, os músicos optaram por um projeto fora do convencional. Em vez de ficar na tradicional coletânea, decidiram contar a história de uma forma lúdica. Chamado de “Todo Amor do Mundo”, o projeto reunirá livro, CD e uma adaptação para os palcos. “O roteiro é do (baixista) Nando. Trata-se de uma história escrita não biograficamente, mas de forma poética. Sairá primeiramente um livro de fotos e, na sequência, dois CDs com músicas e narrações intercaladas”, explica Feghali. “Para contar essa história, o Nando criou um menino chamado Roupa Nova, que incorpora a personalidade de cada um de nós”. Segundo Feghali, o repertório incluirá grandes sucessos dos anos 60 e 70, época em que os integrantes do grupo foram se conhecendo até chegar à formação atual. “Sairá até junho. Depois vamos fazer um show em cima desse projeto. Claro que incluindo os grandes sucessos desses 35 anos de carreira”. A negociação das datas da turnê está a cargo da Sunshine. Mas não para por aí. Além de gravar seus próprios hits, o integrantes do Roupa Nova sempre foram bastante requisitados nos estúdios. “Gravamos com muita gente ao longo desses anos. É difícil encontrar alguém que não tenha pelo menos um arranjo feito por nós”, diz Feghali. Sua ideia é resgatar essas parcerias em um DVD intitulado “Juntos”. “Esse é um projeto posterior, no qual vamos tocar músicas desses artistas que contaram com nossa participação na gravação original. A ideia é ir até a cidade de cada um para gravar o material. Exemplo, Fagner em Fortaleza, Ivete em Salvador e Daniel em Brotas (SP)”. Antes mesmo de chegar aos 35 anos de carreira, o Roupa Nova já teve sua história revista na biografia “Tudo de Novo”, escrita por Vanessa Oliveira e lançada em 2013 pela editora Best Seller. Na obra, a jornalista vai fundo na trajetória de cada integrante até chegar à criação da banda. A partir daí, ela detalha os momentos mais importantes da carreira do sexteto. Ao ler o livro, percebe-se o quanto o Roupa Nova precisou superar certos preconceitos para alcançar o status que tem hoje. A banda só registrou boas vendagens quando investiu em trabalhos mais autorais, a partir de 1985. “Nosso primeiro disco, na Polygram, vendeu 15 mil cópias, mesmo estourando “Sapato Velho” e “Canção de Verão”. Depois, foram 25 mil cópias no segundo, 50 mil no terceiro e 80 mil no quarto”, relembra Feghali. “No quinto, a maioria das composições eram nossas e vendemos de cara 750 mil discos. O sucesso comercial veio no momento certo”. Os grandes hits desse trabalho foram “Linda Demais”, “Seguindo No Trem Azul” e “Dona” – tema da novela “Roque Santeiro” (Globo). SEIS VOZES IGUAIS Mas, afinal, qual o segredo para o Roupa Nova permanecer tanto tempo na ativa e com a mesma formação? Segundo Feghali, a falta de um líder é o principal motivo para a manutenção dessa união. “Somos uma banda e agimos como tal. Como o Serginho e o Paulinho cantam na maioria das músicas, aparecem um pouco mais. Porém, tudo é decidido em conjunto e todos os integrantes apresentam projetos. Há alguns anos, o Nando sugeriu e topamos criar uma cooperativa autoral, na qual todas as músicas são assinadas por todos”. O músico também ressalta a renovação do público da banda e o interesse por gerar material novo como combustível. “Hoje, temos uma parcela de fãs jovens, que vieram através do DVD “RoupaAcústico” (2004). Poderíamos viver dos sucessos do passado, mas sempre pensamos na frente, em projetos diferentes e músicas novas para brindar esse público”. por Thiago Mourato Fonte:http://www.portalsucesso.com.br/noticias/roupa-nova-comemora-35-anos-com-projeto-especial